sexta-feira, 2 de abril de 2010

A Secretaria da Mulher e a inclusão quilombola no Estado



Por Maria José Cotrim

Nesta quarta, 31, a Secretaria Extraordinária de Políticas para as Mulheres foi implantada no Estado e ganhou como titular a ex-prefeita de Arraias, Marizete Batista. Fiquei feliz ao ouvir o governador Carlos Henrique Gaguim (PMDB) lembrar as mulheres quilombolas quando falou das atribuições da pasta.

Mesmo sendo extraordinária a pasta abre caminho para uma série de avanços e implementação de políticas.Na subsecretaria ficou a Procuradora Federal e militante da causa, Teresa Ibiapina. O espaço foi aberto e precisa agregar as demandas.Não posso deixar de elencar o movimento de mulheres quilombolas do Estado.

O governador é muito feliz em suas palavras quando diz que prioriza a mulher. Está assinando convênios para a construção de uma clínica da mulher em cada município do Estado. È uma injeção de ânimo para a causa!

Uma vez durante o Fórum de Juventude Negra em Guarujá São Paulo participei de uma mesa de debates sobre a mulher negra. Falei dos estereótipos, das dificuldades, da falta de escolaridade mas mencionei no final a esperança. Sim! Nossas mulheres têm alcançado espaço na política, nas universidades nos espaços de poder...

Ainda de forma tímida. A secretaria ainda é apenas um canal mas acredito que pode sim dar certo.E cobro aqui a inclusão de representantes quilombolas.As discussões precisam ser amplas. Temos no Estado a Associação de Mulheres quilombolas,as mulheres do capim dourado, da súscia,nossas rezadeiras, benzedeiras...as mulheres da cultura popular.

A secretaria tem muitos desafios além de combater a violência doméstica.Um deles é não esquecer de abranger as particularidades de nossas representantes quilombolas.
Estou na torcida por um bom trabalho da pasta. Bom feriado a todos!

Um comentário:

  1. Forum Áfro-brasileira2 de abril de 2010 15:24

    Gostei, Um grande passo para a efetivação das políticas de Ação Afirmativas em nosso Estado.

    Parabéns e muito sucesso a todos os envolvidos no processo.

    ResponderExcluir